domingo, 29 de novembro de 2009

Eu confesso. Eu reconheço. Eu me arrependo.



Eu confesso. Eu reconheço. Eu me arrependo.

Eu confesso e reconheço que sou fraca e não sou nada diante da grandeza do meu Senhor e confesso também que não tenho reconhecido este amor. Um amor sem fim. Eterno. Incondicional acima de todas as minhas falhas. Um amor fiel! Um amor sem cobrança e desligado da materialidade comum numa troca de confiança e dedicação.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." – João 3:16

Eu confesso que andei pela minha juventude por caminhos que não eram retos aos propósitos do Senhor para a minha vida e reconheço que gostaria muito de não ter andado por estes caminhos. Mas a minha vaidade da hora, típica dos adolescentes imortais me levaram a situações tristes e não adianta hoje, falar para qualquer adolescente. Eles não irão entender, precisam trilhar o caminho pra reconhecer que não vale a pena mesmo simplesmente querer viver.

Eu confesso que me envolvi com pessoas, homens, casados e que não deveria ter tido esses relacionamento, valorizei a pessoa humana acima da santidade do Senhor e hoje reconheço que estas pessoas não me trouxeram nada de bom a não ser vergonha e infinita tristeza. Neste momento eu não conhecia o Senhor e agradavelmente ele recolheu minha sujeira e me perdoou. E eu passei pelas mesmas situações que fiz outras famílias passarem num passado, felizmente, muito distante.

Uma pena que eu não tinha ninguém pra me falar das coisas do Senhor naquela época, com certeza, tudo teria sido diferente.

Eu confesso, pequei contra as bases das famílias constituídas, crendo que o momento era o mais importante, crendo na falsa promessa que se deve aproveitar os momentos nos exatos momentos, reconheço que hoje pago o preço da minha momentânea satisfação carnal.

Eu confesso que usei a minha boca muito mais para amaldiçoar do que para abençoar e reconheço que muitas maldições voltaram para mim, balizando o que diz a palavra do Senhor, mas, com certeza em grau muito menor simplesmente pela infinita misericórdia do Senhor na minha vida

Eu confesso que muitas vezes pequei contra o amor do Senhor, fui rebelde e deixei de aplicar os seus santos ensinamento em meu favor e reconheço que estes ensinamentos hoje, fazem falta da minha vida.

Infelizmente, não soube ouvir os mais experientes, não tive exemplos dignos de serem seguidos e hoje, vejo, tive uma formação construída na areia.

Eu confesso que duvidei e duvido da Graça, Senhor na minha vida, mesmo clamando e crendo que tenho o direito. Eu confesso que desejo fugir deste mundo por não suportar o peso dos meus erros; eu confesso que tenho vergonha de ser tão falha, não fazer jus ao Seu amor; eu confesso que deveria estar e viver mais na sua presença, mas reconheço minha fraqueza e a minha absoluta falta de fé, uma fé que exige a minha completa atenção, uma fé que não sabe esperar, uma fé que exige o cumprimento de todas as Suas promessas e dos desejos do meu coração, uma fé que a cada dia diminui na proporção que a minha desesperança aumenta, mas igualmente, confesso Senhor, que tenho vergonha destes sentimentos e reconheço que não tenho tido coragem pra seguir na direção do Oásis, confesso que o deserto tem sido cômodo para mim, por ser muito fácil jogar nas suas costas o peso das minhas responsabilidades e culpas.

Confesso que gostaria de poder voltar no tempo e mudar a minha vida, mudar o meu futuro, não desistir das pessoas que um dia me amaram e traze-las, muitas delas, para o meu lado.

Confesso que amo mais do que sou amada, mas reconheço que não sei dar o valor devido a estas sensações e sentimentos.

Confesso que a rejeição me machuca principalmente vinda das pessoas que amo incondicionalmente, mas reconheço que faz parte das minhas ações e atitudes. E sinto-me rejeitada pelo Senhor, também.

Confesso que menti pra muita gente a minto pra mim mesma, quando quero entender que tudo na minha vida foi conseqüência das minhas inconseqüências e reconheço e me arrependo de absolutamente tudo que fiz e que causou tristezas e magoas para quem quer que seja.

Eu reconheço que meu egoísmo falou mais alto quando eu pensei que era tudo e que podia tudo.

Eu confesso que amo e vou amar pra sempre o César, mesmo sem ele merecer, mesmo ele tendo me usado pra conquistar o seu sonho e simplesmente me descartado quando foi conveniente pra ele, mas reconheço que fui sincera no eu amor e eu não menti nos meus sentimentos. Reconheço que lutei pela minha felicidade mesmo que esta luta tenha me levado pra alto mar da infelicidade. Mas, reconheço que preciso me libertar deste sentimento.

Eu confesso que sou uma péssima amiga, colega e companheira, pois invariavelmente me fecho nos meus sentimentos e tento projetar nas demais pessoas os meus próprios sentimentos; reconheço que pelas minhas falhas incompletas acho melhor me esconder, guardar o cadáver da mágoa dentro do meu coração.

Amigos são flores que o Senhor planta em nosso coração, alguns já em pé florido, outros ainda em semente pra que se possa regar, cuidar, tratar, tirar as praguinhas, podar os galhos indesejados e neste cuidado, fazer parte da nossa existência e crescimento.

Amigos são o jardim que o Senhor nos dá aqui na terra e que na eternidade levaremos conosco, que farão parte da nossa morada de ouro e que nas tardes de calor, dividirão conosco a contemplação e adoração ao Senhor junto ao Seu trono, com canções e orações embaladas pelo toque dos anjos.

Eu confesso que tenho medo, eu confesso que sou insegura, medrosa. Confesso que não tenho hoje perspectivas de vida Eu confesso que estou sem forças e reconheço que não tenho mais vontade de ir em busca de motivação, mas reconheço que, enquanto o barco não despencar no precipício eu tenho que continuar remando.

Eu confesso que julgo demais, critico demais, exijo demais, mas reconheço que faço isso pra mim e por mim.

Eu confesso que angustia cresce e reconheço que preciso imensamente de uma fonte de arrependimento.

Eu confesso que não tenho mais coragem de orar, mas reconheço que sem este canal o Senhor esta a cada dia mais longe da minha vida.

Eu confesso que não era nada disso que eu queria escrever, mas reconheço que a tela de um computador nos faz mais sensível e nos dá mais coragem.

Eu confesso que todos são importantes da minha vida e por causa de vocês venho aqui todos os dias.

Eu reconheço que todos são importantes pra mim.



4 comentários:

And disse...

Eu confesso que te amo apesar de vc mesma.
Confesso que quero vc aqui pertinho de mim.
Confesso que quero ver vc feliz
Confesso que quero ver vc liberta do Cesar
Confesso que quero ver vc desligada da sua mae.
Confesso que vc é linda
Confesso que te amo ( ah, ja disse isso ne? )
Confesso que vc é especial
Confesso que te amo
Confesso que vc merece ser feliz e deixar essas tristezas de lado
Confesso que quero te bater *rsss
kkk
Confesso que te amo
e etc..
Bjssss

Su disse...

Ro, em Isaias 1: 18 e 19 diz assim:

"Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.
Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra."

Deus já esqueceu, já apagou tudo, agora ouça a voz de Deus e vá comer, desfrutar do melhor que o Senhor tem para ti.

Vc é filha amada!!

Deus te abençoe,

pra.Su

ROSINEI disse...

Obrigada a todas as lindas pessoas que deixam seus recados na minha página. Que o Senhor venha em pessoa e em abundância prover a vida de todos.
Super beijo

Escritora em construção disse...

Confesso que admiro a sua coragem, sua forma de se reerguer depois de tantas pancadas que a vida lhe deu.
Confesso reconheço que você se tornou tão especial assim exatamente pela história de vida que tem, pelas merdinhas que fez adubando a vida, ou pelas alegrias que foi guardando em seu coração.

Te amo exatamente por este seu jeito incorrigível Rosinei de ser.

Beijos